A indicação de transfusão em Pediatria segue os mesmos princípios da transfusão em adultos, no que concerne ao balanço de riscos e benefícios.

Na hemoterapia pediátrica, os recém-nascidos pré-termo (RNPT: nascido até o último dia da 37ª semana de gestação) representam um grupo de especial interesse, porque são os mais frequentemente transfundidos nas unidades de cuidado terciário.

RNPT tem maior risco de desenvolver anemia precoce pela espoliação sanguínea (1 a 2 sem.) e tardia pela produção inadequada de eritropoetina (6 a 12 sem.) e deficiência de ferro (6 a 12 sem.), sendo que 85% dos prematuros extremos recebem alguma transfusão sanguínea durante a sua internação.

 

PREVENÇÃO DA ANEMIA NO PREMATURO

1-Reduzir a espoliação sanguínea

  • Privilegiar a monitorização não invasiva - 40% do sangue colhido de um RNPT é para gasometria e eletrólitos.
  • Ter critérios na solicitação de exames - a coleta de 1 ml de sangue em um RN de 1000g corresponde a retirada de 60 a 70 ml de sangue de um adulto.
  • Controle rigoroso do volume coletado- importância da microtécnica.
  • Planejar os exames a serem pedidos, diminuindo múltiplas coletas.

2- Garantir a reserva adequada de ferro

  • Dosar ferritina sérica, saturação da transferrina e reticulócitos com 40 semanas de IG corrigida e, se necessário, ajustar a dose de ferro.
  • Manter Ferritina entre 50-200mcg/l e a saturação da transferrina >16%.

3- Critérios restritos de indicação de transfusão - Instituto da Criança- HC-USP- 2011 e Uptodate 2011

Perda sanguínea > 10% da volemia associada a sintomas de hipoxemia

Hemorragia com perda sanguínea > 20% da volemia

VM com FiO2 > 0,4 Ht ≤ 30% e Hg ≤ 10 g/dl
VM com FiO2 ≤ 0,4 Ht ≤ 25% e Hg ≤ 8 g/dl
RN em uso de O2 sem VM

Ht ≤ 25% e Hg ≤ 8 g/dl e um ou mais dos seguintes critérios:

  • ≥ 24h de FC > 180 ou FR > 60
  • Dobrar o requerimento de O2 em relação às 48h prévias. 
  • Acidose metabólica aguda (pH = 7,2)
  • Ganho de peso < 10g/kg/dia nos últimos 4 dias, recebendo 120 kcal/kg/dia.
  • Cirurgia em 72h
RN assintomáticos

Ht ≤ 18% e Hg ≤ 6g/dl e reticulócitos < 2%

Ht < 29%, o volume de transfusão poderá ser de 20 ml/kg em 2 a 4 horas.

Utilizar concentrados de hemácias deleucotizadas (diminui o risco de infecção por CMV) e irradiadas (diminui o risco de doença enxerto-hospedeiro) em RN com peso < 1200g.

Para maiores informações sobre Transfusão de Hemocomponentes em Pediatria consulte o GUIA PARA USO DE HEMOCOMPONENTES – Ministério da Saúde – 2009 – página 53.