A transfusão de Concentrado de Hemácias (CH) deve ser usada para restabelecer a capacidade de transporte de oxigênio em pacientes anêmicos.

No entanto, a condição clínica do indivíduo, mais do que o valor da hemoglobina, é que deve indicar a necessidade de transfusão de CH.

 

Indicações

  • Hemorragias agudas.
  • Perda sanguínea estimada superior a 30% da volemia, mesmo sem queda aguda dos níveis de hemoglobina e/ou superior a 10 ml/Kg em 1 hora.

 

Critérios hematimétricos

Ht<21% e/ou Hb<7,0g/dl, com anemia aguda ou crônica, mesmo sem sinais de hipóxia.

Ht<27% e/ou Hb<9,0g/dl em pacientes com:

  • Ateriosclerose cardiovascular com ou sem angina.
  • Doença pulmonar aguda ou crônica, com pO2<80mmHg.
  • Isquemia tecidual aguda.

Dose: 10 a 20 ml/kg, ou dependendo do quadro clínico, níveis de Hb, velocidade de sangramento, etc.

 

Concentrados de hemácias modificados


Lavados

  • Deficiência Seletiva de IgA.
  • História de reação urticariforme em transfusão anterior.
  • História de reação febril não hemolítica em doação anterior.


Deleucotizados ou Filtrados

  • Necessidade de profilaxia da sensibilização a antígenos leucoplaquetários, como pacientes portadores de anemia aplástica, IRC candidatos a transplante de rim, hemoglobinopatias em transfusão regular (talassêmicos, falciformes, entre outros), candidatos potenciais a TMO, etc.
  • Pacientes com história de reação febril não hemolítica mesmo com CH lavados recebidos anteriormente.
  • Pacientes CMV negativos.

 

Irradiados

  • Indicações Absolutas.
  • Imunodeficiências congênitas do tipo celular.
  • Transfusões intra-uterinas.
  • Transfusões e Exsangüíneo-transfusões em RN prematuros (< 28 semanas e/ou <1500g).
  • Transfusões em pacientes em TMO.
  • Anemia aplástica grave em uso de soro anti-linfocítico.
  • Transfusão de componentes obtidos de parentes de primeiro grau.
  • Indicações Relativas.
  • Pacientes em quimioterapia citotóxica.
  • Pacientes pós transplante de órgãos sólidos.
  • Pacientes em uso de drogas imunossupressoras potentes.

 

Fenotipados

  • Pacientes em uso crônico de transfusão: talassêmicos, anemia falciforme, anemia aplástica, mielodisplasias, etc.
  • Pacientes alo-imunizados anteriormente.


Para maiores informações sobre transfusão de Concentrado de Hemácias consulte o GUIA PARA USO DE HEMOCOMPONENTES – Ministério da Saúde – 2009 – página 29.